VANTAGENS da maternidade tardia


Você se acha muito velha para ser mãe? Eu também me achava - Às vezes ainda acho rs.


Você já ouviu horrores sobre o que pode acontecer com você e com seu bebê com óvulos velhos? Eu escutei.


E sobre a fertilidade? Me disseram que eu poderia demorar de 6 meses a 1 ano para engravidar. Que depois disso teria que fazer um tratamento.


E o que aconteceu?

🔹 engravidei de primeira

🔹 tive complicações na gravidez SIM e no pós parto mas isso não tinha relação direta com a idade, poderia ter acontecido com qualquer pessoa

🔹 tenho um filho maravilhoso e saudável


E aí? E depois?


Eu acho que a idade obviamente trás desvantagens. Não estou incentivando ninguém a optar por adiar esse momento tão maravilhoso. Mas se você precisou adiar não tenha medo. Também tem o lado bom. Muito bom. E eu não encontrei muita gente falando dele por aí.


Então eu vou lhe contar o que eu vejo de vantagens em ser uma mamãe mais velha:


🔹Se você aproveitou sua vida e aprendeu com ela, você está mais madura, tem uma maior capacidade de observação.

🔹 Não vai sentir que está perdendo a oportunidade de curtir sua juventude porque já fez isso. E já não deve estar tão interessada na balada - eu nem tenho pique para isso!

🔹 Provavelmente seu relacionamento a dois também é mais maduro. Há maior capacidade de diálogo e empatia.


E para mim o melhor de tudo:

🔹 cada vez que você olhar para seu filho seu coração vai se encher de gratidão e de um amor que vão te dar força para lutar e para viver a vida como se fosse uma nova juventude.


Um filho nos trás mais força e mais alegria de viver. É uma energia extra. Uma capacidade de entrega que nos faz tirar forças lá do fundo de nós mesmos quando a gente achava que não tinha mais forças para nada. É um novo sentido. Uma nova cor para nossas vidas.


E você, foi mãe com que idade? Quais são as vantagens e desvantagens que você encontra nisso? Ou ainda está pensando se chegou seu momento? .

.

.

📷 @flaviachapieski

.

🏷

#fasesdavida #maternidade #maternidadereal

#mamãeprática #maternidadetardia

#maeaos30 #maeaos40 #viver #viverpravaler

Categorias: