Já ouviu falar de Mindfulness?


Você já deve ter lido ou ouvido essa expressão por aí. Porque parece que está em alta... Eu tenho estudado um pouco sobre ela ultimamente porque acho que tem TUDO a ver com minha filosofia de vida. Então vou fazer um resumão pra vocês e vamos voltar a falar MUITO sobre isso por aqui. Inclusive fazendo comparações e aplicações na vida prática. Como sempre vou compartilhar algo que está me ajudando MUITO esperando que também ajude vocês.


Mindfulness é uma expressão de origem inglesa, que veio do termo Pali sati, que significa “recordar-se continuamente do seu objeto de atenção”. O significado de Mindfulness é, traduzindo-se ao português, Atenção Plena ou Consciência Plena. Mindfulness é a capacidade humana básica de estar totalmente presente, consciente de onde estamos e o que estamos fazendo, e não excessivamente reativos ou oprimidos pelo que está acontecendo ao nosso redor. Podemos definir o que é o mindfulness desta forma: prestar atenção, de propósito, no momento presente – aqui e agora – sem julgamentos e distrações. O foco é aumentado e o cérebro é treinado a ser mais consciente – mesmo depois que a ação termine. “prestar atenção de propósito, no momento presente, sem julgamentos, como se sua vida dependesse disso” Dr. Jon Kabat-Zinn


O mindfulness possui raízes na filosofia e religião budista e é inspirado nas práticas milenares de meditação e Yoga.

PORÉM , assumiu um novo significado e prosperou quando começou a ser estudado pela PSICOLOGIA ocidental, apoiado em suporte CIENTÍFICO.

Aos poucos, os especialistas chegaram à conclusão de que esse tipo de prática - que passou a ser desvinculado de qualquer religião ou crença, e possuía base no meio acadêmico - era capaz de reduzir os níveis de estresse e ansiedade.

A atenção plena pode auxiliar uma pessoa a tornar-se mais focada, criativa, feliz, saudável, relaxada e no controle.

E aí? Vamos começar?


Categorias: